O que é Growth Hacking, e como ele impacta as empresas de TI

O Growth Hacking é um conceito novo de marketing cada vez mais presente no mercado digital e realmente sendo abraçado  no ambiente de startups e empresas de TI. A técnica, ainda não tão utilizada no cenário brasileiro, foi importada de grandes startups de sucesso do Vale do Silício, o polo tecnológico dos Estados Unidos, onde se encontram empresas que ditam o sucesso na internet nos dias de hoje, como o Google e o Facebook.

O Growth Hacking é uma maneira dinâmica e inteligente de ter ideias e soluções para crescimento de produtos, marcas e experiência com usuários por meio da gestão inovadora de dados e tecnologia no ambiente digital. Essas ações têm por fim perseguir novas formas de utilizar estratégias, informações e interações em favor do desenvolvimento do negócio. O foco é aprofundar no conhecimento e do produto e nas formas de sua distribuição ao mercado. Bscando novas maneiras de fazê-lo. Ela segue o principio de primeiro pensar, maneiras inovadoras de aumentar receita. Aplicá-los rapidamente e com base nos resultados, avaliar os resultados continuamente, e assim economizar tempo de análise prévia e planejamento que sempre foi praticado. Como os resultados nos meios digitais são fáceis de medir e avaliar numericamente, esse tempo de planejamento e estudo (cujo valor efetivo é difícil de medir ou cujo resultado só poderá ser avaliado mais na frente mesmo), ele está sendo substituído por ações mais concretas e imediatas que são acompanhadas pelos resultados apontados,  revisados e corrigidos continuamente ao longo do processo de criação e comercialização dos produtos e sua distribuição..

Assim, o Growth Hacking surge como um braço do marketing, não seu substituto, para garantir um crescimento acelerado ao lado das estratégias de marketing já utilizadas ou novas sendo testadas, com foco também em geração de oportunidades (leads) mas também direcionada à marca e outros objetvos como satisfação do cliente. Mas growthhacking também envolve uma pesquisa apurada dos hábitos, comportamentos e tendências dos usuários e do mercado, para que possa disseminar ideias persuasivas de novas formas de vender seu produto e atrair seu publico alvo. Ou seja, para poder pensar em todo o momento em crescimento, dos resultados o profissional deve entender do público e de como interagir com ele.

Leia o Definit Guide do Growth Hakcing, by Neil Patel & Bronson

 

Quem já adotou Growth Hacking?

O Growth Hacking foi parte essencial daestratégia  de crescimento de algumas startups que hoje valem milhões (ou até bilhões) de dólares. O principal case que ouvimos falar é o do AirBnB, que surgiu com a proposta de reunir em um só site pessoas interessadas em alugar suas casas, apartamentos ou quartos por um período de tempo e pessoas interessadas a reservá-las. No começo a ideia teve resistência, principalmente pela questão da segurança que esse processo envolve e pela dificuldade de investimento. Mas hoje já está presente em mais de 190 países e é a terceira startup mais valiosa do mundo, com valor de mercado de US$ 25 milhões. O passo fundamental em seu sucesso foi pensar como growth hacker e integrar o site da nova empresa com o Craiglist (um espécie de páginas amarelas nos Estados Unidos em que os usuários publicam diversas coisas novas e usadas para vender ou alugar) permitindo seu crescimento acentuado imediato.

Outro grande case é o YouTube, que em 2005 resolveu focar no público presente na rede social MySpace para alavancar seu crescimento. Sua equipe desenvolveu o embed, em que usuários poderiam acessar o site, postar seus vídeos e depois levá-los a seu perfil no MySpace. Com o tempo, o YouTube conseguiu desviar este público para seu próprio site e, então, sempre que alguém desejava procurar por um conteúdo, iria direto para lá. Com este truque de hacker, o YouTube se transformou na maior e mais conhecida plataforma de vídeos em todo o mundo.

O Growth Hacking surgiu, então, para redefinir a forma com que empresas de TI e startups crescem, encontrando oportunidades em espaços simples e pequenos, mais inovadores e transformando novas ideias em grandes soluções para os usuários rapidamente. A seguir tem algumas idéias de como o Growth Hacking pode fazer parte de uma estratégia de marketing e como ele pode tirar proveito de ações de marketing em andamento para abrir os olhos a oportunidades de inovação e crescimento de receita.

 

Contrate um conhecedor de Growth Hacking:

Esta é uma boa prática para iniciar sua empresa: Contratar profissionais abertos à prática de Growth Hacking. Porém esse tipo de profissional não é fácil de se encontrar no mercado, e o pior, muitos são aqueles que não possuem nenhuma experiência na área, mas dizem que conhecem só para fazer o perfil brilhar no Linkedin.

Neste quesito você tem dois caminhos: contratar um profissional ou agência que desenvolva a estratégia de Growth Hacking para sua empresa, ou olhar para o seu quadro de funcionários e identificar se existem pessoas qualificadas para treiná-los e implantá-la internamente.

O segundo caso é interessante pois é uma forma da empresa valorizar seus funcionários e engajar seu time em um projeto mais desafiador, que lidará diretamente com o crescimento da companhia. Entretanto, caso você opte pela contratação de um novo funcionário ou de uma agência, exija que a pessoa tenha trabalhado com essa filosofia de growth hacking anteriormente, participado de um grande número de projetos de otimização de produtos e de distribuição dos seus produtos por meio do uso dessas técnicas e dados, e/ou gerindo campanhas de marketing mais avançadas nas técnicas digitais.

 

Desenvolva conteúdo de qualidade:

Tire vantagens do seu conteúdo para identificar as necessidades e desejos de seu publico-alvo e com isso abrir a mente para novas ideias e soluções que podem contribuir para acelerar sua receita imediata.

Não importa a forma como esse conteúdo é gerado e distribuído, por meio de infográficos, blogs ou mídias sociais, o importante é que a produção seja constante e de valor, abrindo para ideias e ouvindo deles suas vontades e desejos.

A geração de conteúdo e pesquisa de conteudo auxiliam na coleta de dados e informações sobre seu público, que serão utilizados na sua estratégia de Growth Hacking.

Saiba mais sobre conteúdo: Marketing de conteúdo é o rei

Entenda suas métricas:

Como já dissemos, todo o trabalho do GrowthHacking  é focado no crescimento de seus negócios via atração de maior número de clientes – e isso implica que seu trabalho seja diretamente ligado a dados e métricas para acompanhar os resultados, avaliar as alternativas novas e testá-las continuamente. Por isso, é importante que você tenha amplo conhecimento sobre as métricas da sua empresa, das suas estratégias e de seus clientes,  leads, e muito mais.

É importante que você não somente colete os dados, mas que você os compreenda para conseguir aplicá-los. É interessante lembrar que quando falamos de dados, não nos referimos somente a números, mas também informações. É por conta disso que sua estratégia de Growth Hacking nunca deve estar somente baseada nas informações de uma única fonte, como por exemplo, o Google Analytics. Procure juntar outros dados sobre seus consumidores, de performance, entre outros.

 

Não ignore ou subestime o poder do e-mail:

Ele é um dos melhores canais para contribuir na obtenção de informações que resultem na busca de ideias inovadoras (Growth Hacking) e com elas dar resultado. Os e-mails possuem três vezes mais usuários ativos do que as redes sociais. É 40 vezes mais efetivo do que o Facebook e o Twitter. Por conta disso geram muito mais leads e conversões e se relacionam mais diretamente com os usuários interessados em comprar o seu produto ou serviço, além de coletar muitas outras informações de seu público que podem abrir seus olhos para novas formas de chegar a eles de verdade. Essas ações podem estar integradas com um conjunto de outras ações de marketing que ajudam a trazer informações do seu público, abrindo sua mente para oportunidades inovadoras e geradoras de mais receita.

 

Conclusão

Desenvolver uma estratégia de Growth Hacking não é tarefa fácil, mas é a forma como as principais startups do mundo estão utilizando para alavancar seus negócios. Podemos com certeza afirmar que aqueles que não conseguirem romper as barreiras da tecnologia, ficarão na lanterna na disputa com seus concorrentes, se contentando em copiar os modelos que as empresas de ponta desenvolvem. É isso que você quer para o seu negócio?

Nossos parceiros corporativos

WSI has a Strategic Alliance with Hootsuite WSI hold a SEMPO Platinum Membership WSI is a Google Partner WSI is a Partner of Yahoo Bing WSI is a Agency Partner of HupSpot WSI is a Global Premier Partner of Constant ContactWSI is a certified Microsoft Partner