Nova força do consumidor exige novas estratégias de marketing

Tempos atrás, quando desejávamos comprar um novo produto ou serviço e saber mais sobre seus benefícios e funcionalidades, buscávamos um vendedor para esclarecer nossas dúvidas e nos dar maiores informações. Com o surgimento da internet, criou-se uma nova etapa de busca de conhecimento por parte do comprador. Ele passou a poder determinar a hora de pesquisar um produto ou serviço e os fornecedores que os oferecem. Por sua vez, introduziu-se um novo ciclo de venda com uma participação muito mais ativa da área de marketing das empresas, nessa fase inicial de atração, com compartilhamento de informações para atender aos interesses desse possível cliente, através da metodologia Inbound Marketing.

O surgimento do inbound marketing, que traz uma nova forma de dialogar com o consumidor, fez com que as estratégias para encontrar consumidores e realizar suas vendas fossem invertidas, atendendo aos seus interesses. Se o marketing tradicional ia até o público com anúncios, comerciais e outros tipos de intrusões em seu cotidiano, o inbound faz o caminho contrário, para que o consumidor na web seja atraído até a sua marca e, mais tarde, se interesse pelo seu produto e depois realize uma compra. Em decorrência de todos esses fatores, alguns especialistas em marketing até advogam que o modelo de publicidade com anúncios, já vem perdendo força desde os anos de 1990.

 

O consumidor hoje batalha contra o anúncio indesejado

A vontade de se livrar da propaganda indesejada foi o grande impulsionador do surgimento de softwares que bloqueiam os anúncios que hoje povoam a internet. De acordo com o relatório de 2015 sobre bloqueadores de propaganda, realizado pela Paige Fair e Adobe; o número de bloqueadores de anúncio cresceu 48% de junho de 2014 ao mesmo mês de 2015, o que significa que existem 198 milhões de bloqueadores de propaganda no mundo.

O número de usuários que fazem uso desse tipo de software explica a quantidade de bloqueadores de anúncios que podem ser encontrados na internet. Uma pesquisa recente realizada pela Fractl e pela Moz apontou que 58% dos entrevistados disseram ter algum tipo de software que bloqueia anúncios.

Essa tendência é tão forte, que até mesmo gigantes do mercado de tecnologia, como Apple e Google já se encarregaram de agregar esse valor a seus produtos. A Apple, quando lançou o IOS 9, já incluiu em seu sistema operacional o bloqueador de anúncios. Essa ação foi seguida de perto por marcas que utilizam o sistema Android, da Google, como a Samsung.

Esse novo comportamento dos usuários obrigaram as empresas a migrar para uma nova forma de diálogo com seus consumidores; embasada no desenvolvimento de conteúdo.

Leia também: Seu processo de Inbound Sales está alinhado com a sua estratégia de marketing?

Uma nova forma de falar com o consumidor

Esse cenário abriu espaço para que o inbound marketing conquistasse seu sucesso. A metodologia inbound tem como um de seus pilares a não invasão do espaço do usuário. Ela visa oferecer aquilo que ele necessita: conteúdo e informação sobre um determinado problema, necessidade, ou desejo. Um estudo da Content Marketing Institute provou isso ao mostrar que 80% dos profissionais que tomam decisões comerciais preferem coletar informação sobre uma empresa, lendo uma série de artigos, ao invés de publicidades. Enquanto isso, 86% das pessoas costumam pular anúncios de televisão.

O foco, então, é levar e fomentar o conhecimento do consumidor para que ele tome uma decisão e futuramente se torne um cliente. Mas não é qualquer conhecimento de qualquer forma. Uma teoria essencial que o inbound marketing trouxe é a da jornada do consumidor, que fala sobre um caminho que cada usuário percorre ou pode percorrer desde seu primeiro contato com o site, blog ou rede social da empresa, até o momento final em que realiza uma compra e se torna um evangelizador da marca.

O inbound marketing cria estratégias para que,em cada uma das etapas dessa jornada, o consumidor esteja acompanhado pela marca, estabelecendo um relacionamento mais próximo que também ajudará na decisão de compra final – segundo a McMurry/TMG, 90% dos consumidores acham o conteúdo personalizado útil e 78% acreditam que empresas que usam esta estratégia estão interessadas em construir bons relacionamentos com eles.

Agora, a criação desse relacionamento começa antes ainda do usuário chegar à marca. Estratégias de SEO são ferramentas essenciais que têm como objetivo direcionar o público para o site, blog ou rede social de uma marca quando ele pesquisa em sites de busca algum termo relacionado ao negócio. Uma boa estratégia de SEO -que passa pelo desenvolvimento de um conteúdo útil e de qualidade para a sua persona – auxilia as empresas a conquistar um melhor ranqueamento nos buscadores de maneira orgânica, aumentando assim o tráfego de usuários no seu site.

Os dados a seguir ilustram como a produção de conteúdo, com o intuito de estreitar seus laços com os consumidores, ajuda na divulgação de uma marca:

  • 61% dos usuários globais da internet buscam produtos online (Interconnected World: Shopping and Personal Finance, 2012);
  • Se um post tem mais de 1.500 palavras, na média, ele recebe 68,1% mais tweets e 22,6% mais likes no Facebook do que um post de menos de 1.500 palavras. (QuickSprout);
  • Leads gerados com SEO têm 14,6% mais chances de virar negócios, enquanto que técnicas de outbound marketing, como o e-mail e panfletos, somente 1,7%. (Search Engine Journal)

Conclusão

As mudanças de consumo e na maneira como as pessoas se comunicam, estão obrigando as marcas a mudar o tom do diálogo com seu consumidor. Essa conversa agora é bilateral, mais democrática e muito menos invasiva. O consumidor atual quer ter seu espaço respeitado, e não invadido por um número incontável de anúncios.

Como citado acima, esse novo posicionamento do consumidor tem levado às empresas a se posicionarem também de maneira diferente. Hoje, elas têm se esforçado para manter um diálogo mais aberto por meio da divulgação de conteúdo que interesse a esse consumidor, buscando não somente conquistá-lo, mas torná-lo um seguidor de sua marca.

O Inbound Marketing tem se encarregado de guiar as empresas para esse fim. É preciso investir no desenvolvimento de um farto material informativo, seja no formato de textos, vídeos, infográficos ou e-books, para que o seu consumidor se sinta atraído pela sua marca, suas soluções, ou, simplesmente, por aquilo que você tem a dizer. E tudo isso precisa estar bem conectado, sendo que as redes sociais são plataformas que se encarregarão da disseminação do seu conteúdo.

Sendo assim, conforme-se com o fato de que as antigas formas de propaganda não são mais eficazes; e concentre-se na geração de conteúdo em uma solução completa de inbound marketing. Somente ela vai te ajudar a estreitar os vínculos entre sua marca e os seus consumidores.

Nossos parceiros corporativos

WSI has a Strategic Alliance with Hootsuite WSI hold a SEMPO Platinum Membership WSI is a Google Partner WSI is a Partner of Yahoo Bing WSI is a Agency Partner of HupSpot WSI is a Global Premier Partner of Constant ContactWSI is a certified Microsoft Partner