Como a mudança na página do Google impacta nas campanhas de PPC

O Google está sempre mudando seus algorítmos, sua página de resultados. E essa constante mudança é comum e até mesmo essencial no mundo dos negócios, pois mudar auxilia na evolução e na manutenção da liderança.

Os fatores que vêm inspirando as mudanças na página de resultados do Google são:

  • Experiência do usuário, especialmente com o crescimento do uso de buscas por Mobile;
  • Crescimento de compras online e facilitação de compras via celulares;
  • Indicadores de desempenho como taxas de CTR.

Há mudanças que ainda não chegaram ao Brasil mas já estão sendo anunciadas. Por exemplo, em maio deste ano, foi anunciado que os anúncios de produtos também vão passar a aparecer em buscas por “Imagens”. Veja:

Entretanto, vamos nos ater à  mudança que já chegou ao Brasil em março, além de analisar seus impactos e como sua consultoria de Links Patrocinados deve proceder.

 

Eliminação da coluna de  anúncios de texto à direita

Em  fevereiro deste ano, o Google anunciou a alteração da disposição dos anúncios em sua página principal e, em março, essa mudança já tinha sido propagada para o Brasil.

 

Antes

Antes, até onze anúncios eram exibidos na primeira página, sendo que apenas de um a três anúncios estavam localizados  no topo e os demais no lado direito da tela do computador.

 

Agora

Até quatro anúncios estão localizados no topo, antes dos resultados orgânicos e o limite foi reduzido a até sete anúncios na primeira página, sendo até três anúncios na parte inferior na página.

 

Porque o Google mudou?

Com essa mudança, o Google pretende não somente intensificar o número de cliques, como também facilitar e melhorar a interação dos usuários dos dispositivos móveis com a página do buscador.

 

Exceções

Há duas exceções:

Painel de conhecimento 

Continua a direita, por exemplo, ao buscar “Nelson Mandela” recebo:

Listas de Produtos, por exemplo, hoje buscando “Nespresso”

Impactos: suposições ou realidade?

Os especialistas do Google que trabalharam na mudança da página do buscador alegam que os impactos negativos serão poucos, e que esse novo modelo foi exaustivamente testado (desde 2010) antes de ser anunciado como oficial. Entretanto, diversos especialistas em Links Patrocinados acreditam que haverá uma verdadeira luta pelas primeiras colocações, levando assim a uma alta substancial nos preços dos anúncios e prejudicando as PME’s cujos anúncios apareciam nas posições menos privilegiadas devido às restrições de investimento.

Ainda é tudo recente, mas reunimos alguns pontos aos quais você, que anuncia  ou que tem interesse no ranqueamento  orgânico,  deve prestar atenção na hora de desenvolver suas campanhas de Marketing Digital como um todo daqui para frente, para conseguir se adaptar às mudanças da melhor forma possível.

 

1) O preço dos anúncios devem subir

Há controvérsias e concordamos com a Search Engine Land que ainda é cedo para dizer. De qualquer forma, fique de olho! Há especialistas do mercado que acreditam que isso deve levar a uma disputa ainda maior pelas primeiras posições no buscador, o que deve levar ao aumento nos valores médios dos Custos por Clique (CPC). É preciso avaliar a possibilidade de usar mais long tail.

2) Pequenas e Médias empresas vão perder espaço?

O Google alega que a taxa de cliques a partir da 8a posição era muito baixa, então no final não haverá muito impacto. Precisamos aguardar e medir. De novo, fique atento.

3) Campanhas de SEO também serão afetadas?

De fato, o resultado orgânico perde espaço, desce mais na página. Sim, acreditamos que possa reduzir o CTR de links não pagos. Vamos esperar e ver.

 

O que você pode ou precisa fazer?

Fugindo um pouco dessa queda de braço entre o Google e alguns profissionais da área de marketing digital, vamos ao prático. O fato é que você precisa continuar anunciando para receber visitas qualificadas no seu site, então, o que você pode ou precisa fazer? Fique atento às suas campanhas de PPC! Destacamos:

 

1) Analise os indicadores de desempenho

Analise a taxa de cliques, CTR, a taxa de conversão, os custos, custos por conversão. Avalie a variação de posição. Houve variação? Teoricamente as taxas em posições  maiores que oito deveriam ser baixas. O que mudou? O que pode melhorar nos lances e no orçamento.

2. Escolha bem as palavras-chave. Foque em palavras cauda longa.

Agora você vai precisar estar atento às palavras de cauda longa, para tentar aparecer no topo, e provavelmente vai precisar eliminar as palavras curtas pois geralmente as taxas de conversão são menores.

3. Não esqueça de configurar as extensões de anúncio

No topo, há mais chances de aparecerem  as extensões de anúncio. Utilize todas as que forem vantajosas para o seu negócio.

4. Diferencie os anúncios Mobile

O Google já dá prioridade aos anúncios que aparecem na versão Mobile. Assim como o Google, se prepare para receber cliques vindos de celulares, o crescimento do uso destes dispositivos é muito alto.

5. Escreva anúncios atraentes

Mais do que nunca, chame a atenção para receber o clique do seu potencial cliente. Foque em escrever bons anúncios. Como sua empresa pode ter mais dificuldade em conseguir um local de destaque, aposte no texto para chamar a atenção do seu consumidor.

 

Conclusão:

Agora que você já sabe o que mudou com adisposição dos anúncios no Google, tome consciência de que você e sua equipe de Marketing Digital terão que realinhar ou pelo menos estar ligados em algumas questões em sua estratégia de Marketing Digital. Primeiramente, o seu orçamento. Reavalie o quanto essa mudança vai lhe custar e analise se vale a pena aumentar o budget para Adwords, ou até mesmo investir em outras metodologias , como o SEO. Porém, faça isso com muito cuidado, às vezes vale mais a pena economizar em alguma outra área da sua empresa ou em  outro projeto de seu marketing e seguir com sua campanha de PPC, é tudo uma questão de avaliar seu tipo de negócio, e o retorno que ele obtém com o PPC.

E por último, melhore o foco do seu Adwords para realmente alcançar o público que lhe interessa.

Nossos parceiros corporativos

WSI has a Strategic Alliance with Hootsuite WSI hold a SEMPO Platinum Membership WSI is a Google Partner WSI is a Partner of Yahoo Bing WSI is a Agency Partner of HupSpot WSI is a Global Premier Partner of Constant ContactWSI is a certified Microsoft Partner